Vamos começar a semana com esta reflexão, neste mundo globalizado e tecnológico, onde cada dia buscamos estar mais próximos e conectados, através da IoT (internet das coisas), 5g, IA (inteligência artificial), você se sente seguro, e sente que sua privacidade está protegida?

Tem muita gente discutindo sobre isso, já que hoje toda tecnologia usada para melhorar sua vida também serve para ser um espião grudado em você 24hr por dia. Os smartphones, computadores, enfim, todos os equipamentos que se conectam com a internet e também podem captar sons, imagens, e localização, podem ter acesso a todas as informações da sua vida.

Todo seu perfil está traçado com as informações obtidas não só por aparelhos mas também por aplicativos e sites que você navega ou utiliza. Com isso as grandes empresas de Big Data e Analytics se tornaram muito valiosas, através da gestão de informações podendo alavancar negócios, definir eleições e muito mais.

A tecnologia avança muito rápido, e temos que conseguir gerar proteções para nossa individualidade no mesmo ritmo. Para isso em 2018 foi promulgada a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

Primeiramente a lei definiu conceitos e os introduziu em nossa legislação para que possam ter atuação jurídica em relação aos temas em questão, como o que são dados pessoais, uso compartilhado de dados, bloqueio, consentimento… enfim, incluir os termos técnicos do mundo digital, assim como estabelecer multas e sanções para quando tivermos nossos direitos violados. Também foi criada a ANPD para fiscalização ativa de possíveis violações.

Como cidadão é necessário que você acompanhe e ajude a evoluir os debates em relação ao uso correto de nossos dados; sempre que navegar pela internet em sites e baixar aplicativos tome cuidado para não dar consentimento desnecessário para que as empresas usem seus dados pessoais.

Como empreendedor lembre que é seu dever proteger os dados de seus clientes, pois quando fazemos seus cadastros, trazemos pra dentro da empresa dados pessoais, que se usados de forma incorreta podem gerar sanções. Muitas empresas estão buscando certificações para passar confiança a seus clientes, garantindo que utilizam boas práticas de segurança em proteção de dados e acompanham as mudanças na LGPD. Em empresas iniciantes, os dados dos clientes comumente passam por diversos colaboradores da equipe, ficam arquivados em computadores de uso compartilhado sem senhas, e isso torna fácil para que alguém por má intenção ou ignorância utilize esses dados para criar listas de transmissão ou utilizar de forma indevida.

Encerro ressaltando a importância de estarmos atualizados sobre as novas práticas em relação ao uso e proteção de dados justamente para não cometermos irregularidades sem saber, assim como no direito de uso de imagem evitando fazer uso indevido de fotos da internet ou textos de outras pessoas.

Te desejo uma abençoada semana,

Anníbal Bianchini

Fonte Imagem

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *