Capítulo 1 – Do Maringá velho ao futuro

“Corria o ano de 1952. A cidade não passava de um amontoado de casas de madeira e ruas descalças, tomadas por caminhões, ônibus, automóveis, carroças, gente para todo lado.

Compartilhe: