Vamos começar a semana falando de networking. Você já sabe mas vale lembrar que dificilmente você conquistará seus sonhos e chegará muito longe sozinho. O ser humano foi feito para viver em comunidade, e aqueles que entendem que essa é uma área onde é preciso desenvolver muitas habilidades, prosperam.

Nosso primeiro grande contato com um grupo externo à nossa família é na escola. Lembrando também que uma família unida e um bom relacionamento com todos os familiares, pais, irmãos, tios, primos, fortalece muito sua rede e abre portas.

Ainda nessa fase até o ensino médio, temos diversos grupos que ajudam muito a desenvolver as habilidades sociais, oferecidos pelas igrejas, também por instituições como o Rotary Internacional que tem o RotaKids para crianças de 6 a 12 anos, o interact para 12 a 18 anos e o Rotaract dos 18 anos em diante. Também oferece programa de intercâmbio e o RYLA que junto ao Sebrae oferecem uma imersão de 3 dias para capacitação em liderança para jovens de 13 a 23 anos. A Maçonaria tem a “Ordem DeMolay”, tem a instituição dos Escoteiros e muitas outras com seus programas voltados à juventude.

Ao iniciar no ensino superior, as próprias universidades oferecem programas de extensão, intercâmbio, grupos de estudo, de pesquisa científica, empresa junior e estágios, através dos núcleos de prática. Mas quando iniciamos no mercado de trabalho é que as opções se tornam muito vastas.

Você já deve ter percebido que criar uma rede de contatos exige querer participar da comunidade; liderar está muito mais relacionado a servir do que a ser servido, como o lema do Rotary: “Mais se beneficia quem melhor serve” ou como imortalizou Napoleão Hill: “Induzirei outros a servir-me, pela minha boa vontade em servi- los.”

Busque conhecer o que já existe de grupos em sua cidade, em seu setor de atuação ou simplesmente por afinidade como confrarias ou motoclubes. Participar ativamente de sindicatos, de associações classistas, como em Maringá Silvamar, Sinduscom, ACIM que são referências nacionais. Também o Copejem que reune jovens empresários em Maringá e faz parte de uma organização regional que é a Cacinor, que por sua vez reune os jovens empresários do Paraná através da FACIAP Jovem e todos do Brasil no Conaje. Ou se você é profissional de recursos humanos, participar da ABRH que também tem seu entroncamento nacional, ou a própria OAB para advogados com seus mais diversos conselhos e assim por diante.

No Brasil pela sua história, as instituições tem um papel muito importante, e o desenvolvimento econômico através do associativismo e cooperativismo são referências mundiais. Foi através desses grupos que se reúnem que hoje temos grandes cooperativas de crédito como Sicredi e Sicoob em nossa região. Ou gigantes do agronegócio como Cocamar e COAMO.

A ACIM hoje abriga um programa que é referência chamado “Empreender”, reunindo em núcleos setoriais profissionais do mesmo segmento para crescerem juntos, ganharem força de compra, manterem um concorrência saudável e poderem competir juntos em mercados maiores como o nacional e até o internacional. Hoje o programa Empreender já possui mais de 70 núcleos setoriais.

Para relações interpessoais, o próprio Rotary que já foi citado, assim como Lions, Maçonaria, são espaços para aqueles que buscam servir à nossa comunidade, e através de ações e projetos acabam se desenvolvendo e fortalecem suas redes de contato. Esses grupos são peças chave de apoio e suporte para as mais diversas igrejas, instituições, ONGs, e até parcerias com o Governo e administração pública em geral.

Devemos nos lembrar dos mais diversos conselhos municipais, que tem suas funções deliberativas participando ativamente do poder executivo municipal.

Há muitos outros grupos que poderíamos mencionar, mas em resumo cabe a você buscar e querer fazer parte, esse é o papel de quem quer construir um rede de contatos saudável.

Esses conceitos também se aplicam ao ambiente corporativo, criando uma relação de sinergia entre colaboradores, e também entre clientes e empresa, formando um ecossistema que ultrapassa a relação comprador vendedor, e cria o ambiente propício para parcerias e negócios de forma mais próxima, mais fácil de fidelizar e passar confiança a seus clientes. Alguns grupos se profissionalizaram no networking comercial como o BNI que é uma rede internacional e o PNM em Maringá.

Vamos abordar dicas para criar esse ambiente nos próximos artigos, acompanhe nossa coluna sempre deixando um comentário e compartilhando com seus amigos e familiares.

Te desejo uma abençoada semana,

Anníbal Bianchini

Fonte Imagem

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *